Eu preciso...



Luiz Maia

Eu preciso conhecer o amor fraterno para poder separar este sentimento ameno da ardência da paixão. Eu necessito olhar os límpidos campos de trigais para poder comparar com os campos de concentração, onde a vida já não tem nenhum valor. Eu preciso de uma amiga com quem compartilhar a vida, degustar um bom vinho, comer macorronada com sobremesa de queijo e mel, aprender a saborear as coisas boas que a vida tem a nos oferecer. Eu quero falar da criança que há em mim, para poder me ajudar a enfrentar a realidade sombria vivida por homens neste começo de fim de era. Eu preciso entender de poesias, conhecer sonhos e a ilusão, fazer acreditar que existe em mim alguma coisa boa que eu possa ainda oferecer.

 

Eu preciso ver nos seus olhos a realidade dos encontros, em contraste com tantas despedidas. Eu necessito curtir a primavera florida para poder esquecer o frio do rigoroso inverno. Eu preciso colher essas flores para saber que ainda existem jardins. Eu quero acreditar nos sonhos para não perder o entusiasmo pela vida. Eu preciso desbravar novas estradas, conhecer a luz de um novo tempo porque este em que eu estou só me conduziu por caminhos escuros. Eu preciso saber de seus ensinamentos, do seu jeito simples de se comportar no mundo para que eu possa compreender melhor os desígnios desta vida. Eu necessito extrair lições com aqueles que acreditam sair da ignorância para poder dizer ao mundo que valeu a pena ter resguardardo a esperança em seus corações.



  ooo

Conversa de fim-de-semana

Página Principal