Se pudesse lhe dar um conselho...

Luiz Maia

Se pudesse lhe dar um conselho, eu diria para ser menos formal, trocar o paletó e a gravata por roupas esporte. Usaria mais alpargatas, camisetas e bermudão. Às mulheres, eu aconselharia usar sempre vestidos de algodão, em vez de calças jeans. Recomendaria comer bastante frutas, verduras, frango e peixe grelhados; menos sanduíches, doces e evitar sempre as frituras. Cigarro e bebidas, apesar dos inúmeros apelos da mídia, nem pensar. Manter a saúde estável é algo de que necessitamos para uma vida tranquila e prazerosa, mas isso requer de você força de vontade e perseverança.


Se pudesse lhe dar um conselho, diria para não perder as oportunidades que aparecem. Um dia, mais adiante, compreenderá como eram realmente satisfatórias. Algumas, simplesmente maravilhosas. Não deixe de viver a vida de maneira plena, aja com decência, com muita sabedoria. Usufrua de todas as coisas que mereçam de você um olhar especial, uma atenção redobrada. Contemple as pessoas que você ama, de quem gosta ou que admira. Faça isso sempre com um sorriso franco. Não se canse jamais de ser carinhoso com as pessoas que ama, principalmente com aquelas que você gostaria que ficassem sempre ao seu lado.

 

Se pudesse lhe dar um conselho, eu diria para ser menos egoísta, doar-se mais e praticar a tolerância. Sei que nem sempre é possível, mas vale tentar. Diria para ser solidário, uma pessoa realmente amiga, sem jamais se esquecer de escutar os mais humildes. Procure educar as pessoas: é ensinando que se aprende mais da vida. Faça filantropia. Exerça a generosidade como se fosse a razão do seu viver. Desfrute da beleza que existe na juventude com sabedoria, algo que só vai compreender melhor quando já não estiver mais presente em você o vigor físico que o tempo se encarrega de transformar. Diria para nunca ter sentimento de culpa por não saber lidar com o amanhã. Ninguém tem o dom de prever o futuro, mas você pode traçar o seu destino de conformidade com as escolhas no momento adequado. Afinal de contas, a vida nada mais é do que uma sucessão de escolhas.

Se pudesse lhe dar um conselho, eu diria para escrever sem nenhum pudor sobre todos os seus desejos. Exija menos dos outros, entregue-se de corpo e alma à vida e agradeça em silêncio os anos vividos. Diria para ser gentil sem fazer nenhum esforço, olhar as pessoas com um jeito sincero que inspire amor. Se pudesse lhe dar um conselho para valer, eu diria para agir a vida inteira com honestidade. Seja ético, procure impor ao cotidiano ações que não envergonhem ninguém, principalmente seus pais. Procure escutar os sons que vêm da natureza.  Contemple o pôr de sol que descortina por trás das montanhas. Por fim, plante bastante árvores: elas um dia darão frutos, flores e a sombra de que tanto necessitamos. Essas atitudes podem até passar despercebidas de muitos, mas fique certo de que a natureza e a humanidade vão agradecer.



  ooo

Conversa de fim-de-semana

Página Principal