Transposição das águas do Rio São Francisco

Luiz Maia

Foi preciso eleger um presidente nordestino para tornar viável a transposição de águas do Rio São Francisco. Esse é um projeto que gera muita polêmica, sendo sua viabilidade discutida desde o Império, mas que agora vai sair do papel para se tornar realidade. Consiste na utilização das águas desse rio para a perenização de rios e açudes da Região Nordeste durante os períodos de estiagens. Os Estados beneficiados são: Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Para o presidente Lula, a água armazenada vai permitir a interligação de açudes e manter o nível de água em cada um deles, garantindo o sustento de famílias que vivem na região. O projeto terá o seu primeiro trecho da transposição inaugurado em janeiro de 2006.

Finalmente o País tem agora um presidente que vai resolver parte da questão da falta de águas no Semi-Árido nordestino, ao efetivar a transposição de águas do Rio São Francisco, mesmo a contragosto de considerável parcela de acadêmicos que só vêem equívocos no projeto. Existe pior desastre do que essa secular seca que mata sertanejos de fome e sede? Existe coisa mais dramática do que essa secular expulsão branca do homem do campo? Quem se mostra contrário ao projeto são os mesmos retrógrados que nunca fizeram nada para solucionar essa grave questão. É tempo de virar essa triste página da nossa história. É tempo de mudanças!

 

   ooo

Conversa de fim-de-semana Página Principal