Triste diagnóstico

Luiz Maia

Há poucos dias eu conversava com um amigo meu, ele médico e residente no Sul do país, sobre a alienação de grande parte dos jovens de hoje, quando este me confidenciou que recentemente um amigo dele, que é poeta e professor de literatura, chegou a dizer-lhe o seguinte: "os jovens estão chegando gritantemente mais alienados aos colégios a cada ano que passa. Ele atribui a perda de massa encefálica útil nos nossos jovens ao uso massificado de ferramentas recentes como orkut e msn que, consumindo volumosas parcelas de tempo destes jovens (e de alguns não tão jovens assim) acaba por interromper qualquer evolução intelectual que estes porventura pudessem apresentar. É a tecnologia sendo utilizada para emburrecer..."

Ao escutar esse cruel diagnóstico eu só fiz lamentar. Disse-lhe que era profundamente lamentável a dedução do seu amigo professor, mas que essa constatação era pertinente haja vista tamanho desencanto quando interagimos com muitos deles. No meu dia-a-dia com alguns poucos adolescentes eu posso assegurar, sem pretensões outras que, infelizmente, muitos desses jovens estão totalmente despreparados para o enfrentamento da vida, desconectados que estão com a realidade tal o grau de alienação a que estão submetidos. A prevalecer o que vemos hoje muito em breve teremos uma geração inteira de homens amorfos e de mulheres insípidas, a folhear as enciclopédias em busca de vida inteligente. Mas quem sabe um dia essa realidade venha a mudar definitivamente? Seria no mínimo louvável presenciar esse fato.

 

  ooo

Conversa de fim-de-semana Página Principal