Sonhos elevam a alma e ajudam a viver

Luiz Maia

Sou um sonhador incorrigível. Certos sonhos que, para mim não passariam de utopias num recente passado, hoje fazem parte da mais linda de todas as minhas verdades, as mais belas que alguém poderia querer para si.

Já se disse que o homem que deixa de sonhar começa a morrer. Há que se ter tempo para sonhar, mergulhar nas quimeras e em todas as fantasias que nos possibilitem crer num mundo melhor, afeito às nossas aspirações. Esse devaneio remete quem sonha a pastagens verdejantes e a coloridos horizontes. Quem não faz do sonho um princípio, tem na amargura e na crueza da vida um fim. Vale a pena sonhar e tentar fazer desse sonho a razão de sua vida, bússola que dirija suas emoções e perspectivas de dias frondosos e aceitáveis de serem vividos.

Normalmente a nossa vida é composta de muita luta, desencantos e dureza. É também verdade que através da batalha e perseverança chegamos a alcançar alegrias na conquista de nossas realizações. Geralmente, ao estabelecermos as nossas metas, buscando alcançar nossos objetivos, precisamos de muita determinação, luta, estudo e uma certa dose, diríamos, de sorte. Mas o principal ingrediente, responsável por todas as nossas conquistas, é o sonho. O sonho abre caminhos e nos prepara para abraçarmos o desejado. É prenúncio do novo. O sonho é o combustível que nos levará a caminhos até então desconhecidos e só atingidos porque fruto de sonho.

Foram os grandes sonhadores os responsáveis pelas descobertas que levaram a humanidade a conquistar dias melhores nessa vida. Sonhadores sempre estão a vislumbrar o inatingível como algo perfeitamente possível de ser tocado. Os pragmáticos se baseiam apenas no concreto para dar o primeiro passo, no que supostamente lhe é factível, esquecendo-se, no entanto, que quase tudo que hoje é palpável foi fruto de sonhos memoráveis num passado distante.

Se é necessário vivermos com os pés firmes no chão, é também verdade que necessitamos estar com nossas cabeças nas nuvens, local onde se imagina residir o sonho. Há pessoas que defendem a tese que viver a sonhar é como ser conduzido à alienação, a um permanente estado de fantasia ou ilusão. Há que se perguntar então: "como viver uma vida ácida, em meio a tanta realidade crua, nua e cruel, se não tivermos tempo para o sonho?" Ou então: "como poderemos recompor nossas forças, nossas almas desiludidas com tantos descaminhos, nossos ânimos arrefecidos diante até da luta desigual ?"

Sonhar é despertar a nossa criatividade. É buscar na esperança amiga dias melhores para alcançarmos nossas realizações. O sonho nos ajuda na construção de um mundo melhor, de uma realidade mais digna. Só através do sonho o homem poderá tornar o impossível em algo concreto. É pela via do sonho que vamos encontrar asas para a nossa imaginação. Sonhos não criam mas fornecem elementos ao sonhador para a realização e construção de um mundo mais ameno. O dia-a-dia e sua estafante rotina têm cooperado para muitos desencantos e amortecimentos dos nossos melhores sonhos. No entanto, nada poderá deter ou permitir que eliminemos nossa capacidade de sonhar. Pois é o sonho, conjuntamente com todos os valores nobres que residem em cada um de nós, que têm determinado a condução da humanidade por caminhos que levam à solidariedade, ao amor e à fraternidade.

ooo

Crônicas Página Principal