"Nosso pensamento e vontade são, na verdade, o que regem nossa vida.

E, curiosamente, na maior parte das vezes estamos concentrados no que não está dando certo, naquilo que está agindo contra nossas vidas.

Parece mais fácil fazer um pacto com o inimigo.

Gastamos mais tempo com aquilo de que não gostamos do que com o inverso.

Transpondo essa informação para a vida de todos nós, podemos inferir que, muitas vezes, nossa dor, nossos problemas, nossas pequenezas ocupam mais espaço em nossa vida do que deveriam.

Tornamos camundongos em elefantes,

vitalizamos nosso inimigo quando pensamos nele o tempo inteiro,

colocamos nossa energia nele,

tornando-o presente e atuante em nosso dia-a-dia.

Nas horas em que tudo parece obscuro não vemos nossos amigos,

enxergamos apenas os que agem contra o nosso progresso,

e assim perdemos a fé naqueles com quem poderíamos contar.

E tudo aquilo que não é nutrido por nossa energia,

por nossa fé,

esvazia-se e se esvai."

Do livro "Estações da Vida - Histórias de Solidariedade e Esperança", Arx, 2002

  Ir para página principal Voltar "P" Voltar autor Ir para Autores

1