"Todo trabalho, do simples ao sofisticado, se desenvolvido com determinação, criatividade e responsabilidade, impreterivelmente, conhecerá o sucesso.

Decididamente sucesso não é felicidade. Nem todas as pessoas bem sucedidas profissionalmente são felizes, assim como nem todas as pessoas felizes alcançaram o sucesso profissional. O sucesso é resultado de uma atividade elaborada com determinação e responsabilidade. Já a felicidade é resultado de um empreendimento interior que pede a autoburilada da alma, da mente e do caráter. Todo trabalho, do simples ao sofisticado, se desenvolvido com determinação, criatividade e responsabilidade, impreterivelmente conhecerá o sucesso. A nossa felicidade só depende de nós, já o sucesso depende do entendimento e da aceitação do que praticamos visto pelas pessoas.

Sucesso e felicidade são valores que estão no horizonte mental de todos os seres humanos. Nossa formação, adquirida na família e na escola, foi alicerçada na condição: estudar para ser feliz. Sempre nos foi colocado que, somente através da escola, da formação profissional, poderíamos alcançar a felicidade. Ledo engano! Hoje, mais do que nunca, percebemos que sucesso profissional e felicidade são valores distintos, não estão necessariamente atrelados. A maior prova de que sucesso não representa felicidade é que, diante dele, o homem perde sua individualidade e, conseqüentemente, a liberdade, o direito de ir e vir sem ser notado. Observemos a vida do artista, mais proximamente a vida das pessoas públicas. Ah, como é difícil conviver com o sucesso! O sucesso é o ladrão da liberdade, nossa maior riqueza. Há horas em que gostaria de ser invisível, de ser menos cobrado. Perdi um pouco a minha liberdade. Pago caro pela profissão que escolhi. Mas, graças a Deus, em tempo hábil, procurei a felicidade através da autoburilada da minh’alma, da minha mente e do meu caráter. No caminho da autoburilação descobri que o prazer de servir, de ser útil às pessoas é maior que o de ser servido e, assim, vou pontilhando minha vida de momentos de realização e felicidade. Não é fácil servir da forma escolhida porque as cobranças de comportamento são muito pesadas, refletem o quanto ainda preciso melhorar, mas sei que estou no caminho certo e a vida tem se mostrado bondosa para comigo. Sei também que, quanto mais busco servir, mais as cobranças sociais me alcançam. O que me consola é que, pouco a pouco, a humanidade vem desmistificando a imagem de santo atribuída a quem propaga o amor. Somos todos apenas anjos em processo de elevação espiritual.

Vamos um pouquinho mais além e vejamos a vida dos artistas que se transformaram em sucesso nacional. Os que alcançaram o sucesso profissional e o dinheiro, perderam a liberdade e a individualidade em dois caminhos. Com dinheiro eles constroem mansões, se encarceram nelas e lá fora ficam os fãs em desespero pela perda da presa fácil para suas observações. Mais do que ninguém os artistas dos palcos e dos estádios esportivos sabem que sucesso não é felicidade. A felicidade está na simplicidade da vida e reflete a grandeza interior dos seres humanos."

Ledinaldo Almeida

Ir para página principal Voltar "T" Voltar autor Ir para Autores

1