"Quando sentires no teu espírito uma indefinível e misteriosa e alada sensação de alegria, ainda que ignores o motivo, não tenhas gestos de inquietude ou desconfiança;

sorri, ao invés, com fé e otimismo: ante o desconhecido, por certo é a ventura que passa ao teu lado e quer deter-se junto ao teu coração."

Plácido

poeta e escritor argentino

Ir para página principal Voltar "V" Voltar autor Ir para Autores

1