Uma palavra

Luiz Maia

Hoje eu te dedico uma palavra

Uma palavra de silêncio

Encanta-me o vazio das palavras

Em meio a ruídos do pensar

Aplaco o silêncio como um gesto derradeiro

Deslizo no cheiro da tua pele para inspirar a força de que preciso

Hoje eu te dedico uma palavra

Uma palavra de lamento

E buscarei no infinito

pedaços de mim que se diluem no meu incansável pensar

Hoje eu te dedico uma palavra

Uma palavra de quem sonha

Jamais esquecerei a tua imagem que representa o alimento de minh'alma

Olho-me entre os cânticos tristes

Ouço as vozes dos que não falam mais de amor

Falo e choro por eles

Impossível é conviver com a dor

De quem não ama

Hoje eu te dedico uma palavra

Uma palavra de esperança

Já não existe em nossas almas aquela carência

infinda

O nosso viver só vislumbra amanheceres

Já não há noites em nossas vidas, nem cansaços

nem olhares em vão

Que a chuva, o frio e a tempestade passem

Mas que tu permaneças em minha vida

Preciso de ti para acreditar que ainda existo.

  ooo

Poesias Página Principal