Carícias

Luiz Maia

Nas relações afetivas o carinho é indispensável para levarmos uma vida saudável. O toque envolvente, que nos causa prazer e alegria, é uma atitude amorosa inerente à natureza humana. Configura a troca de energia e de carinho entre pessoas que se querem bem. É quando a afetividade se manifesta do jeito mais natural possível. Apenas constato que essa troca cúmplice e parceira, diariamente, resulta quase sempre em bons e grandes amores.

Quando tocamos carinhosamente os nossos filhos não implica vinculação com sexo, no entanto é uma maneira pela qual a pessoa emite sua energia, ternura e sensualidade ao filho amado. As carícias são fundamentais para o desenvolvimento sadio de toda criança. Filhos que recebem a indiferença dos pais, neste aspecto, têm probalidades de se tornarem crianças introvertidas, quando não arredias ou até mesmo problemáticas.

Fica fácil compreendermos que o ser humano emana extrema sensualidade, não importando se as carícias sejam ou não dirigidas aos filhos, aos amigos, aos namorados ou aos amantes em suaves preparativos que antecedem ao coito. Assim como o amor, a sensualidade existe independente da pessoa ser ou não acariciada, podendo ser estimulada se nos permitirmos a sua salutar prática.

A velocidade da vida moderna pode cooperar para queimarmos etapas, a meu ver indispensáveis no conhecimento profundo do outro. Alguns questionamentos nas relações humanas favorecem até o seu amadurecimento e a conseqüente abertura para uma conversa sincera e franca. A prática de uma relação prazerosa eleva a auto-estima, ameniza os problemas diários fazendo-nos melhores como aprendizes que somos.

Permitir-se ao toque é a maneira simples da pessoa crescer em suas relações afetivas. É o caminho da libertação que fará alguém perceber que assim manterá a sua saúde preservada, além do prazer causado. O toque é a expressão da nossa alegria quando compreendemos a carência do outro e tudo fazemos para oferecer-lhe carinho. Afastemos os possíveis 'sentimentos de culpa' para juntos saborearmos essas delícias, compreendendo que tais carícias são importantes para nos mantermos vivos, em sintonia com a prática saudável da vida.

  ooo

Reflexões Página Principal