Eu e o outro

Luiz Maia

Há um poema que diz: "Cristo não tem pés, só os nossos pés para conduzir pessoas em seus caminhos".

O cristão é, por excelência, alguém que está a caminho. Nessa jornada, somos instrumentos de Deus.

Somos a presença d´Ele neste mundo. E temos da parte de Deus a promessa de que Ele guardará e protegerá todo aquele que se dispõe a caminhar em direção ao próximo.

Sem vacilar podemos colocar-nos a caminho, pois Ele guardará nossos pés.

Podemos assumir a tarefa de sermos um Cristo para o outro, como disse Lutero.

Sua proteção é mais forte do que as dificuldades do dia-a-dia.

A promessa de que Ele nos guardará nos anima a caminhar lado a lado com o irmão e a irmã para, então, conduzi-los no caminho que leva a Deus.

Se tivermos essa disposição, Deus nos livrará da prisão do eu, de querer caminhar apenas em direção ao crescimento pessoal, sem pensar nos outros; de querer subir na vida de forma egoísta, pisando sobre os outros.

Os nossos pés são uma dádiva de Deus que devem ser usados como instrumento de crescimento, de ajuda e não para oprimir aquele que está ao nosso lado e conta conosco.

Lembre-se: Deus quer libertar-nos do egoísmo e quer que nos voltemos para o próximo.

Permita que Ele aja em sua vida.

Que possamos sempre confiar na promessa de que Deus nos guardará, sejamos instrumento em Suas mãos.

Sigamos caminhando, proclamando e fazendo o bem por onde andarmos.

  ooo

Reflexões Página Principal