Meio-ambiente

Luiz Maia

A melhor terapia para a nossa alma é apreciar a natureza sem nos esquecer de envidar esforços para preservá-la.

Não podemos ser flexíveis nem coniventes com tantos crimes  ecológicos que afetam o meio-ambiente, comprometendo o  ecossistema e a qualidade de vida do planeta.

Por que consentir que a mãe-natureza venha a perder sua integridade? 

Sejamos agentes responsáveis na condução da mudança de concepção e de critérios dos órgãos públicos no enfrentamento da destruição do meio-ambiente em níveis mais abrangentes, nos quais está inserida a espécie humana.

Para haver mudança positiva, precisamos desafiar a nós e aos outros a pensarmos e agirmos de forma nova e diferente.

Precisamos ser obedientes à lei.

Leis são necessárias, mas não podemos perder a sensibilidade diante das necessidades das pessoas. 

Se o homem se omitir do seu papel de zelar pela natureza, chegará o tempo em que não mais teremos o que apreciar. 

Preservar a natureza é permitir a continuação da vida, em todas as suas formas.

  ooo

Reflexões Página Principal