Partilhando

Luiz Maia

Hoje eu poderia estar aqui abraçado à tristeza. Um problema de ordem pessoal chegou a abalar o meu pequeno mundo, a minha paz. Pensei que todos os meus sonhos fossem de água abaixo. Cheguei às lágrimas e corri sem poder mover-me. 

Mas deixei-me levar pela doçura de duas mulheres e me dei muito bem. São elas: minha mãe e Ana. Foi conversando com elas que a tempestade se afastou de mim. Vi na lágrima da amada e na choro doce de minha mãe a saída para aquele problema. 

Da escuridão à luz foi um pulo. Hoje vivo um feliz amanhecer! Enveredo por novos caminhos já traçados pelo Pai. Amo demais Ana e a minha mãe por serem doces. 

Doce é aquele que se deixa levar pelo amor. Estando sempre nos mostrando o que de melhor a vida pode nos oferecer. Captando através deste sentimento a beleza em estar presente, em estar unido com a pureza do amor que se expressa em nosso coração, quando estamos abraçados à vida, contemplando o amanhã sempre com fé e esperança em dias amenos... 

A doçura é sua entrega ao novo, ao belo e ao grande despertar.

  ooo

Reflexões Página Principal