Veredas de uma Vida

Luiz Maia

3

A década de sessenta foi marcada pelos movimentos culturais no mundo, a começar pelos Hippies que contestavam o sistema e os costumes, tendo como lema o "Faça amor não faça a guerra". Eu gostava da filosofia deles embora não me atrevesse a segui-los. Elvis Presley continuava reinando. Eu era um de seus fãs e não perdia os filmes dele, sem falar nos vários LPs que colecionei por um bom tempo. Mas os Beatles foram chegando para se tornarem o maior fenômeno musical do século. Dancei muito embalado pelo maravilhoso som de suas músicas. No Brasil, simultaneamente com outros movimentos, surgiu a Jovem Guarda sob o comando de Roberto Carlos. Junto com ele uma dezena de cantores e cantoras que, além de cantar e dançar, lançavam modas mexendo com os costumes de então.

Não perdia um só programa que, no Recife, era exibido o vídeo-tape aos sábados à noite, através da TV Tupi. Claro que eu não podia perdê-lo. Logo após o seu término lá ia eu ao encontro da namorada que, como todas as moças da época, assitia ao programa com suas músicas rimando amor com dor, com as eternas juras de amor. Mais adiante, com muita força, surgiam os mais importantes e famosos festivais da música popular brasileira (MPB).

Foi aí que despontaram nomes como Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Geraldo Vandré, Taiguara, Elis Regina, Maria Bethânia, Gal Costa, Novos Baianos, etc. Eu vivia todos esses fatos sem me dar conta que o país atravessava um regime de exceção, estando debaixo de uma feroz ditadura. Os artistas eram perseguidos e muitas letras de músicas eram censuradas. Agumas conseguiam ser executadas, sendo proibidas lá adiante. Eu era um alienado e não sabia absolutamente nada do que ocorria no país.

No dia 20 de julho de 1969 acontecia um fato histórico que galvanizou o mundo para si: o homem conseguiu pisar em solo lunar. No exato momento eu me aproveitava do silêncio da cidade, com as pessoas grudadas à frente das TVs, para poder retirar as calcinhas de minha namorada, com sua cumplicidade, e assim poder namorar à vontade. Foi uma noite maravilhosa que ficou marcada para sempre em minha mente. Era o homem pisando na Lua e nós dois firmes em Terra.

 

o0o

 

Anterior Próximo Sumário

Página Principal