Veredas de uma Vida

Luiz Maia

69

Com o passar do tempo, minha transformação tornara-se evidente. Passei a desprezar alguns valores, reformulei um outro tanto, além de absorver outros que não faziam parte do meu viver. Aquele homem, antes cético e dizendo-se ateu, dera vez a uma pessoa inteiramente voltada para Deus e para o nosso Senhor Jesus Cristo. Foi preciso eu viver cinqüenta anos para que eu pudesse descobrir as maravilhas que são operadas pelo nosso Deus. O Altíssimo, entre outras coisas, é uma fonte inesgotável de misericórdia, bondade, amor, alegria e paz!

Outro passo importante foi a decisão que tomei de passar a freqüentar a Igreja Episcopal. Lá encontrei o pastor Paulo Garcia, que se não bastasse ser um grande líder espiritual, é também um amigo de todos. Aquela Igreja abençoada é a extensão do nosso lar. Aos poucos eu ia fazendo inúmeras amizades. Fica difícil citar nomes para não incorrermos no erro da omissão. Os testemunhos que lá tenho ouvido nos servem como exemplos do poder de Deus em nossas vidas. Freqüentemente Ele tem restaurado vidas tidas como perdidas, daqueles que se colocam em suas mãos, entregando-lhes os seus caminhos. Certa manhã Marize foi à Igreja, convidada que fora para prestar o seu testemunho. Num dado momento ela diz: "Deus não costuma aceitar uma pessoa pela metade mas aceita a metade de uma pessoa." E desse modo eu vou vivendo a minha vida e posso afirmar que me sinto uma pessoa feliz, muito mais que antes. Claro que não estou imune a dissabores, também passo por tribulações e aflições na minha caminhada. Mas é inegável que é bem mais fácil de superarmos os obstáculos quando temos um Deus que nos protege e nos dá vitórias. Grandioso És tu, Deus meu Pai!

 

o0o

 

Anterior Próximo Sumário

Página Principal